abayomis
As Matintahs

As bonecas Matintah são peças artesanais feitas de tranças, nós, aromas, história e cultura. São inspiradas na memória de bonecas criadas pelas mulheres africanas trazidas ao Brasil no período escravista. As Matintas simbolizam a resistência e a valorização da cultura popular brasileira, seguindo a tradição de artesãos e bonequeiras como Valdilena Martins (Abayomis – RJ), Mestre Vitalino Pereira dos Santos (bonecos gigantes de Olinda – PE), Maria do Socorro e Aderita da Conceição (bonecas Esperança – PB) e Nilza Bezerra (Bonequinhas da Sorte – PE), dentre tantos outros (as) artistas.

sustentável
Essência Amazônica

Os tecidos utilizados nas bonecas são 100% algodão, priorizando corantes naturais. O aroma das matintas vem de óleos essenciais amazônicos, extraídos de açaí, cheiro-do-Pará, Pau D’Angola e outros frutos, flores e raízes da região.

tradição
Amuletos e Amarras

Diz-se que as bonecas Abayomi eram feitas pelas mulheres africanas apenas com os retalhos de suas saias e entregues aos seus filhos como amuletos para dar sorte e preservar as raízes. As Bonecas Matintah também são compostas de retalhos e confeccionadas com nós e tranças, sem costuras.

Arte Sustentável
Cultura que resiste

conheça
A Artista

Artesã e arte-educadora, Cláudia Müller expôs suas Matintas em museus e bens culturais do Brasil e de Portugal. A artista oferece ainda oficinas de bonecas artesanais e atende clientes como SESC, SEBRAE, SUTACO e a Casa do Zezinho.